Suplementação com L-Leucina, no anabolismo muscular em sarcopênicos pós AVC

Artigo Original: Effects of a leucine-enriched amino acid supplement on muscle mass, muscle strength, and physical function in post-stroke patients with sarcopenia: A randomized controlled trial.

https://reader.elsevier.com/reader/sd/pii/

Autores: Yoshihiro Yoshimura M.D, Takahiro Bise P. T, Sayuri Shimazu R. D, Maiko Tanoue P. T, Yuko Tomioka P. T, Mai Araki P. T, Takafumi Nishino P. T, Aomi Kuzuhara P.T, Fumihiko Takatsuki

Publicação: Nutrition, Fevereiro de 2019.

Introdução

O acidente vascular cerebral (AVC) é uma das principais causas de morte em muitos países. Grande parte dos casos também acabam gerando sobreviventes que enfrentam dificuldades persistentes como consequência direta. Dentre muitas dessas consequências, está a desnutrição. A desnutrição pode agravar a condição patológica do paciente, aumentar as taxas de mortalidade, gerar complicações de origem infecciosa, assim como dificuldade de deglutição e outros. Portanto, considera-se que manter um bom suporte nutricional durante o processo de reabilitação do acidente vascular cerebral é de extrema importância para a manutenção da saúde do paciente.

Um dos fatores associados ao processo de reabilitação pós-AVC e o suporte nutricional desses pacientes, é a sarcopenia, uma doença classificada pela perda progressiva de massa muscular, força e função física. A sarcopenia geralmente se associa a longevidade, porém nesse aspecto, está relacionada ao acidente vascular cerebral, apresentando causas multidimensionais, que envolvem mudanças musculares do tipo de fibra, atrofia por desuso, disfagia, desnutrição subsequente e complexas alterações metabólicas. Neste contexto, é possível afirmar que o mau estado nutricional, tanto no pré-mórbido quanto no pós-AVC é considerado fator de risco modificável para a sarcopenia associada ao AVC.

Algumas recomendações recentes para prevenir e tratar essa condição patológica, incluem a ingestão de proteínas, vitamina D e aminoácidos enriquecidos com leucina para a promoção da síntese de proteína muscular. Além disso, evidências científicas constataram a eficácia da combinação de exercícios de resistência para maximização dos efeitos da ingestão alimentar desses nutrientes, especificamente a suplementação de aminoácidos enriquecidos com leucina, gerando aumento da massa muscular, força e função física em pacientes no pós-AVC.

Materiais e métodos

O estudo foi realizado no Hospital de Reabilitação de Kumamoto, no Japão, por oito semanas, com dois grupos paralelos. Os pacientes elegíveis tiveram um diagnóstico de sarcopenia com base no valor de corte para asiáticos mais velhos, com um índice de músculo esquelético de ≤ 7 kg/m² para homens ou ≤5.7 kg/m² para mulheres e um punho força de <26 kg para os homens ou <18 kg para as mulheres. Esses foram divididos em dois grupos: intervenção e controle. O programa incluía terapia física, ocupacional e fonoaudiológica. Além disso, os pacientes eram submetidos a exercícios sit-to-stand, de baixa intensidade e movimentos lentos, muito eficazes para o aumento de massa muscular e força em adultos e idosos. Uma nutricionista encarregada das avaliações nutricionais, controlava a ingestão energética desses participantes, garantindo que os mesmos ingerissem as quantidades adequadas de calorias diárias.

O grupo intervenção recebeu suplementação com aminoácidos enriquecidos com leucina e o grupo controle não. O suplemento continha 3g de aminoácidos essenciais enriquecidos com leucina a 40% e 9,7g de hidrato de carbono. Não continha lipídios e era de 30 kcal/100 g.

Um grupo de médicos avaliou os grupos intervenção e controle em relação a função física, SMI (índice de muscular esquelético), força de pressão manual (medida com um dinamômetro manual Smedley) e estado nutricional, como níveis séricos de albumina, circunferência da panturrilha e IMC.

Resultados

Para o estudo foram usados 49 pacientes, com idade média de 80 anos, no pós-AVC. Alguns deles se retiraram durante o estudo e outros receberam alta, portanto, a composição final dos grupos foi de 21 pacientes no grupo intervenção e 23 no grupo controle. A maioria pertencia ao sexo feminino, apresentando deficiência física e risco de desnutrição. Até o final do estudo, os dois grupos realizaram 120 séries de repetições dos exercícios por dia. A pontuação referente a função física aumentou nos dois grupos, sendo significativamente maior no grupo intervenção. A força de pressão manual também obteve aumento, porém novamente o grupo intervenção apresentou um aumento maior quando comparado ao grupo controle. O SMI (Índice muscular esquelético) teve aumento apenas pelos grupos intervenção. Não foram observados efeitos nos níveis cognitivos, estado nutricional ou níveis séricos de albumina.

Discussão e Conclusão

As oito semanas de uso de suplementos de aminoácidos enriquecidos com leucina e prática de exercícios de resistência em pacientes pós-AVC com sarcopenia melhoraram significativamente as atividades de vida diária e aumentaram a massa e força muscular desses pacientes.

O estudo mostra que por si só os exercícios de resistência oferecem aumento de massa muscular e força física, porém o objetivo do estudo foi analisar os efeitos da intervenção nutricional específica. Ainda não se sabe ao certo quais os efeitos (positivos ou neutros) gerados pela administração isolada da suplementação em ausência das atividades físicas.

Considerando que cerca de 50% dos pacientes pós-AVC apresentam desnutrição e sarcopenia, o presente estudo é benéfico para a identificação de um meio viável de aumentar a massa muscular, a força e a função física nesses pacientes. Assim como este, mais estudos clínicos devem ser realizados sobre sarcopenia associada ao acidente vascular cerebral a fim de desenvolver estratégias eficazes de prevenção e tratamento dessa condição que incluem o suporte nutricional.

O suplemento utilizado para este fim, deve ser avaliado quanti e qualitativamente, pois a qualidade do nutriente é crucial para promover aumento da massa e força muscular. A leucina por exemplo, é um elemento chave na síntese de proteína muscular pós-prandial e no alívio da dor após o exercício. Portanto, os suplementos de aminoácidos enriquecidos com leucina parecem preservar a massa muscular e a função física em sarcopênicos.


Produto Humalin

Conheça o Humalin Pleno+, um suplemento alimentar que oferece nutrição completa, que combina Whey Protein e  L-leucina (3.140mg/porção)  adicionada, 28 vitaminas e minerais e adição de fibras alimentares. Humalin Pleno+ promove a recuperação do estado nutricional, auxilia no processo de ganho de massa muscular, previne e trata a sarcopenia, além de ser muito versátil com seu sabor neutro, podendo ser adicionado a qualquer preparação, seja oral ou via enteral.

Comments are closed.