Nutrição e cicatrização: a importância dos nutrientes no processo cicatricial

A nutrição é destaque no que se refere à recuperação do estado nutricional durante o processo de cicatrização e regeneração tecidual. A cicatrização de feridas é um processo que envolve uma sequencia de eventos moleculares objetivando a restauração do tecido lesado.

O estado nutricional interfere diretamente na reparação tecidual. Desnutrição Proteica está associada a menos cicatrização por redução da produção de fibroblastos, neoangiogênese e síntese de colágeno, além de menor capacidade de remodelação tecidual. Carboidratos, proteínas e gorduras, bem como vitaminas e minerais participam de todas as fases do processo de cicatrização. São importantes na formação de fibras de colágeno, nos mediadores de inflamação e na proliferação

A suplementação de colágeno tem sido amplamente estudada como agente cicatrizante, principalmente, na sua forma hidrolisada . Descrito como alimento funcional ou nutracêutico, consiste em peptídeos com baixo peso molecular com a predominância de aminoácidos específicos como glicina, prolina e hidroxiprolina É facilmente digerido e absorvido pelo trato gastrintestinal chegando facilmente à pele e outros tecidos. Aproximadamente 95% do colágeno hidrolisado utilizado de forma oral é absorvido nas primeiras 12 horas. A absorção ocorre no intestino, muitas vezes sob a forma de peptídeos, sendo facilitada por transportadores específicos.

A Humalin possui em sua linha o ArgRepair, que é um complemento alimentar adjuvante à reparação tecidual e cicatrização, composto de peptídeos de colágeno hidrolisado (Tipo I), com alto conteúdo de vitaminas A,C,E, Selênio, Silício e Zinco. Contém 840mg de Arginina em cada sachê.

Para saber mais acesse:

Comments are closed.