Entenda como os chás auxiliam no emagrecimento

A obesidade é considerada atualmente como um dos principais problemas de saúde pública no Brasil, que atinge grande parte da população. É uma doença que compõe o quadro de fatores que predispõe o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) mais frequentemente encontrados nessa população, como hipertensão, diabetes, dislipidemias, doenças cardiovasculares e outras.

Uma prática muito comum realizada por nutricionistas no tratamento dessa doença é o uso de fitoterápicos como “medicamentos naturais”, constituídos por matérias-primas vegetais ativas, que possuem ação termogênica, contribuindo para o aumento do gasto energético. Muitos chás são considerados eficientes fitoterápicos que auxiliam no processo de redução do peso corporal devido à sua ação termogênica e às suas propriedades antioxidantes, que combatem os radicais livres.

Os alimentos considerados termogênicos são aqueles que apresentam um maior nível de dificuldade em serem digeridos pelo organismo, fazendo com que esse consuma maior quantidade de energia e caloria para realizar a digestão. Em outras palavras, aceleram o metabolismo, promovendo maior gasto energético, por meio de estímulos para o aumento da atividade do sistema nervoso simpático. Esses alimentos são chás, especiarias e ervas, alecrim, pimentão, gengibre, hortelã, hibisco e muitos outros.

Um estudo comprovou a capacidade termogênica de chás para o aumento da queima calórica e perda de gordura corporal, combinada ao exercício físico e ao repouso.  A utilização de termogênicos, do tipo, efedrina, cafeína, chás e de capsaicina possuem diferenças significativas em relação ao aumento de queima calórica e diminuição de gordura corporal, principalmente durante a combinação com o exercício físico ou em repouso controlado em até 180 minutos, dentre estes estudos destaca-se o de Cardoso, G.A, (em  2011) com  40 mulheres com sobrepeso ou obesidade grau I, IMC entre 25 a 35 kg/m²  divididas em quatro grupos: grupo 1 Chá verde Grupo 2: Placebo Grupo 3: Chá verde+ exercícios resistidos Grupo 4: Placebo+ exercícios resistidos, cujo objetivo foi avaliar os efeitos do consumo de chá verde e da prática ou não de exercício físico resistido sobre a TMR e composição corporal. Os participantes dos grupos foram orientados a ingerir 200ml por dia da bebida dada, dois meses associando ou não aos  exercícios físicos, cujos resultados denotaram que o consumo de chá verde sugere ser um aliado alimentar efetivo para perda de peso e diminuição de gordura corporal.

Para saber mais e conhecer os nossos chás acesse:

Comments are closed.