A alimentação como prevenção de doenças cardiovasculares

Vamos falar sobre a influência que a alimentação exerce no combate a doenças crônicas, mais especificamente as cardiovasculares.

Não é surpresa o fato de que podemos fazer da nossa alimentação o medicamento mais poderoso para o nosso corpo, desta forma, muitas das doenças crônicas e degenerativas que podemos desenvolver durante a vida podem ser combatidas ou retardadas com uma alimentação adequada e saudável. É da alimentação que retiramos todos os nutrientes que o organismo humano necessita para manter suas funções orgânicas e para ter energia durante o dia. Como o coração é um dos órgãos mais importantes do nosso corpo, basta manter um estilo de vida saudável para mantê-lo saudável também. Para isso, é essencial a prática de exercícios físicos regulares, uma alimentação balanceada, exclusão de hábitos diários ruins, como tabagismo e etilismo, e acompanhamento médico e nutricional adequado.

Quanto aos alimentos, o ideal é ingerir fontes de cálcio, magnésio, ômega-3, antioxidantes e fibras que irão atuar na manutenção da saúde cardíaca, direta ou indiretamente. O que eu quero dizer com indiretamente? As doenças cardiovasculares, em sua maioria, ocorrem devido a doenças pré-existentes, como possível efeito colateral de diabetes, hipertensão, obesidade, distúrbios de colesterol e outras. Por isso, é importante se manter distante de qualquer condição considerada fator de risco para as doenças cardiovasculares.

Ômega-3 e ácidos graxos essenciais

São poderosos antioxidantes e anti-inflamatórios que atuam na melhora do perfil lipídico, ou seja, reduzem os níveis sanguíneos de colesterol e triglicerídeos e auxiliam no controle da pressão arterial através da vasodilatação. Eles podem ser encontrados em peixes, oleaginosas, óleos naturais ou em produtos encapsulados.

Cálcio, magnésio e vitamina D

Geralmente, a associação desses nutrientes é usada no combate e/ou prevenção de doenças relacionadas aos ossos e articulações, entretanto, esses nutrientes também exercem papel fundamental no processo de contração e relaxamento muscular, principalmente, do miocárdio.

Eles podem ser encontrados em leites e seus derivados, vegetais verde-escuros e em forma de suplementação.

Os antioxidantes

Vitamina A, C, E, selênio, zinco, cobre, manganês, flavonoides e carotenoides, são encontrados em abundância nos vegetais, hortaliças e frutas.  Eles agem na proteção de células e órgãos contra os efeitos danosos causados pelo estresse oxidativo.

 

 

 

 

Comments are closed.